imagem alusiva a Sofro, Lídia, do medo do destino. [1]

Sofro, Lídia, do medo do destino. [1]

PoetMi.com

Sofro, Lídia, do medo do destino. [1]

Sofro, Lídia, do medo do destino.


Qualquer pequena cousa de onde pode


Brotar uma ordem nova em minha vida,


Lídia, me aterra.


Qualquer cousa, qual seja, que transforme


Meu plano curso de existência, embora


Para melhores cousas o transforme,


Por transformar


Odeio, e não o quero. Os deuses dessem


Que ininterrupta minha vida fosse


Uma planície sem relevos, indo


Até ao fim.


A glória embora eu nunca haurisse, ou nunca


Amor ou justa estima dessem-me outros,


Basta que a vida seja só a vida


E que eu a viva.


Ricardo Reis in Odes de Ricardo Reis


No poetmi desde

Avatar do autor do poema

Ricardo Reis

Ricardo Reis, um dos diversos heterônimos do escritor português Fernando Pessoa. Segundo seu criador, ele nasceu em 1887, em Portugal, mas se exilou no Brasil a partir de 1919. Monarquista, epicurista, partidário do estoicismo e do paganismo, sua poesia possui traços neoclássicos e tem como principal temática a efemeridade da vida.