imagem alusiva a REGRESSO AO LAR

REGRESSO AO LAR

PoetMi.com

REGRESSO AO LAR

REGRESSO AO LAR (END OF THE BOOK)


Há quanto tempo não escrevo um soneto.

Mas não importa: escrevo este agora.

Sonetos são infância, e, nesta hora,

A minha infância é só um ponto preto,


Que num imóvel e fatal trajecto

Do comboio que sou me deita fora.

E o soneto é como alguém que mora

Há dois dias em tudo que projecto.


Graças a Deus, ainda sei que há

Catorze linhas a cumprir iguais

Para a gente saber onde é que está...


Mas onde a gente está, ou eu, não sei...

Não quero saber mais de nada mais

E berdamerda para o que saberei.

Álvaro de Campos in Poesias de Álvaro de Campos


No poetmi desde

Avatar do autor do poema

Álvaro de Campos

O Poeta Álvaro de Campos é um dos mais importantes heterônimos de Fernando Pessoa. Segundo Fernando Pessoa nasceu em Tavira, no extremo sul de Portugal. Estudou Engenharia Naval, na Escócia. No entanto, não exerceu a profissão por não poder suportar viver confinado em escritórios.