imagem alusiva a Prefiro rosas, meu amor, à pátria,

Prefiro rosas, meu amor, à pátria,

PoetMi.com

Prefiro rosas, meu amor, à pátria,

Prefiro rosas, meu amor, à pátria,


E antes magnólias amo


Que a glória e a virtude.



Logo que a vida me não canse, deixo


Que a vida por mim passe


Logo que eu fique o mesmo.



Que importa àquele a quem já nada importa


Que um perca e outro vença,


Se a aurora raia sempre,



Se cada ano com a Primavera


As folhas aparecem


E com o Outono cessam?


E o resto, as outras coisas que os humanos


Acrescentam à vida,


Que me aumentam na alma?



Nada, salvo o desejo de indiferença


E a confiança mole


Na hora fugitiva.

Ricardo Reis in Odes de Ricardo Reis


No poetmi desde

Avatar do autor do poema

Ricardo Reis

Ricardo Reis, um dos diversos heterônimos do escritor português Fernando Pessoa. Segundo seu criador, ele nasceu em 1887, em Portugal, mas se exilou no Brasil a partir de 1919. Monarquista, epicurista, partidário do estoicismo e do paganismo, sua poesia possui traços neoclássicos e tem como principal temática a efemeridade da vida.