imagem alusiva a Paro, escuto, reconheço-me!

Paro, escuto, reconheço-me!

PoetMi.com

Paro, escuto, reconheço-me!

Paro, escuto, reconheço-me!

O som da minha voz caiu no ar sem vida.

Fiquei o mesmo, tu estás morto, tudo é insensível...

Saudar-te foi um modo de eu querer animar-me,

Para que te saudei sem que me julgue capaz

Da energia viva de saudar alguém!


Ó coração por sarar! quem me salva de ti?

Álvaro de Campos in Poesias de Álvaro de Campos


No poetmi desde

Avatar do autor do poema

Álvaro de Campos

O Poeta Álvaro de Campos é um dos mais importantes heterônimos de Fernando Pessoa. Segundo Fernando Pessoa nasceu em Tavira, no extremo sul de Portugal. Estudou Engenharia Naval, na Escócia. No entanto, não exerceu a profissão por não poder suportar viver confinado em escritórios.