imagem alusiva a Olho os campos, Neera [4]

Olho os campos, Neera [4]

PoetMi.com

Olho os campos, Neera [4]

Olho os campos, Neera


Verdes campos, e sinto


Como virá um dia


Em que não mais os veja.



Par de árvores cobre


O céu aqui sem nuvens


E faz correr mais triste


A viva e alegre linfa.



Mas por um só momento


Fugaz e passageiro


Esta ideia eu emprego


Para o seu uso triste.



Cedo me volve a calma


Com que me faço o espelho


Do céu imperturbado


E da fonte insciente.



Deixa o futuro, — porque


Não está aqui, não é nada;


Só o fugaz presente


Enquanto dura existe.



Vive a imperfeita hora


Sem olhar além dela


E sem nada esperares


Dos homens, nem dos deuses.


Ricardo Reis in Odes de Ricardo Reis


No poetmi desde

Avatar do autor do poema

Ricardo Reis

Ricardo Reis, um dos diversos heterônimos do escritor português Fernando Pessoa. Segundo seu criador, ele nasceu em 1887, em Portugal, mas se exilou no Brasil a partir de 1919. Monarquista, epicurista, partidário do estoicismo e do paganismo, sua poesia possui traços neoclássicos e tem como principal temática a efemeridade da vida.