imagem alusiva a Nunca a alheia vontade, inda que grata,

Nunca a alheia vontade, inda que grata,

PoetMi.com

Nunca a alheia vontade, inda que grata,

Nunca a alheia vontade, inda que grata,


Cumpras por própria. Manda no que fazes,


Nem de ti mesmo servo.


Niguém te dá quem és. Nada te mude.


Teu íntimo destino involuntário


Cumpre alto. Sê teu filho.

Ricardo Reis in Odes de Ricardo Reis


No poetmi desde

Avatar do autor do poema

Ricardo Reis

Ricardo Reis, um dos diversos heterônimos do escritor português Fernando Pessoa. Segundo seu criador, ele nasceu em 1887, em Portugal, mas se exilou no Brasil a partir de 1919. Monarquista, epicurista, partidário do estoicismo e do paganismo, sua poesia possui traços neoclássicos e tem como principal temática a efemeridade da vida.