imagem alusiva a Não pra mim mas pra ti teço as grinaldas

Não pra mim mas pra ti teço as grinaldas

PoetMi.com

Não pra mim mas pra ti teço as grinaldas

Não pra mim mas pra ti teço as grinaldas


Que de hera e rosas eu na fronte ponho.


Para mim tece as tuas


Que as minhas eu não vejo.



Um para o outro, mancebo, realizemos


A beleza improfícua mas bastante


De agradar um ao outro


Plo prazer dado aos olhos.



O resto é o fado que nos vai contando


Pelo bater do sangue em nossas frontes


A vida até que chegue


A hora do barqueiro.


Ricardo Reis in Odes de Ricardo Reis


No poetmi desde

Avatar do autor do poema

Ricardo Reis

Ricardo Reis, um dos diversos heterônimos do escritor português Fernando Pessoa. Segundo seu criador, ele nasceu em 1887, em Portugal, mas se exilou no Brasil a partir de 1919. Monarquista, epicurista, partidário do estoicismo e do paganismo, sua poesia possui traços neoclássicos e tem como principal temática a efemeridade da vida.