imagem alusiva a Meu coração, mistério batido pelas lonas dos ventos...

Meu coração, mistério batido pelas lonas dos ventos...

PoetMi.com

Meu coração, mistério batido pelas lonas dos ventos...

Meu coração, mistério batido pelas lonas dos ventos...

Bandeira a estralejar desfraldadamente ao alto,

Árvore misturada, curvada, sacudida pelo vendaval,

Agitada como uma espuma verde pegada a si mesma,

(...)

Para sempre condenada à raiz de não se poder exprimir!

Queria gritar alto com uma voz que dissesse!

Queria levar ao menos a um outro coração a consciência do meu!

Queria ser lá fora...

Mas o que Sou? O trapo que foi bandeira,

As folhas varridas para o canto que foram ramos,

As palavras socialmente desentendidas, até por quem as aprecia,

Eu que quis fora a minha alma inteira,

E ficou só a chapéu do mendigo debaixo do automóvel,

Estragado estragado,

E o riso dos rápidos Soou para trás na estrada dos felizes...

Álvaro de Campos in Poesias de Álvaro de Campos


No poetmi desde

Avatar do autor do poema

Álvaro de Campos

O Poeta Álvaro de Campos é um dos mais importantes heterônimos de Fernando Pessoa. Segundo Fernando Pessoa nasceu em Tavira, no extremo sul de Portugal. Estudou Engenharia Naval, na Escócia. No entanto, não exerceu a profissão por não poder suportar viver confinado em escritórios.