imagem alusiva a In memoriam (Ao meu morto querido)

In memoriam (Ao meu morto querido)

PoetMi.com

In memoriam (Ao meu morto querido)

Na cidade de Assis, Il Poverello

Santo, três vezes santo, andou pregando

Que o sol, a terra, a flor, o rocio brando,

Da pobreza o tristíssimo flagelo,


Tudo quanto há de vil, quanto há de belo,

Tudo era nosso irmão! - E assim sonhando,

Pelas estradas da Umbria foi forjando

Da cadeia do amor o maior elo!


"Olha o nosso irmão Sol, nossa irmã Água..."

Ah! Poverello! Em mim, essa lição

Perdeu-se como vela em mar de mágoa

Batida por furiosos vendavais!

- Eu fui na vida a irmã de um só irmão,

E já não sou a irmã de ninguém mais!

Florbela Espanca in A Mensageira das Violetas


No poetmi desde 2022-08-07 00:36:59

Avatar do autor do poema

Florbela Espanca

Poetisa , Florbela Espanca deixou-nos belos poemas e reflexões.