imagem alusiva a Gradual, desde que o calor

Gradual, desde que o calor

PoetMi.com

Gradual, desde que o calor

Gradual, desde que o calor

Teve medo,

A brisa ganhou alma, à flor

Do arvoredo.


Primeiro, os ramos ajeitaram

As folhas que há,

Depois, cinzentas, oscilaram,

E depois já


Toda a árvore era um movimento

E o fresco viera.

Medita sem ter pensamento!

Ignora e spera!


31/08/1930

Fernando Pessoa in Poesias Inéditas


No poetmi desde

Avatar do autor do poema

Fernando Pessoa

Escritor, Poeta e Filósofo Fernando Pessoa deixou-nos inúmeros poemas e reflexões tanto em seu nome como nos de seu heterônimos.