imagem alusiva a Eu

Eu

PoetMi.com

Este poema retrata de forma um pouco melâncolica a infância do poeta Fernando Pessoa.

Eu

Sou louco e tenho por memória

Uma longínqua e infiel lembrança

De qualquer dita transitória

Que sonhei ter quando criança.


Depois, malograda trajetória

Do meu destino sem esperança,

Perdi, na névoa da noite inglória

O saber e o ousar da aliança.


Só guardo como um anel pobre

Que a todo o herdado só faz rico

Um frio perdido que me cobre


Como um céu dossel de mendigo,

Na curva inútil em que fico

Da estrada certa que não sigo.


No poetmi desde 2022-08-04 18:16:13

Avatar do autor do poema

Fernando Pessoa

Escritor, Poeta e Filósofo Fernando Pessoa deixou-nos inúmeros poemas e reflexões tanto em seu nome como nos de seu heterônimos.