imagem alusiva a Felizes, cujos corpos sob as árvores

Felizes, cujos corpos sob as árvores

PoetMi.com

Felizes, cujos corpos sob as árvores

Felizes, cujos corpos sob as árvores


Jazem na húmida terra,


Que nunca mais sofrem o sol, ou sabem


Das doenças da lua.



Verta Éolo a caverna inteira sobre


O orbe esfarrapado,


Lance Neptuno, em cheias mãos, ao alto


As ondas estoirando.



Tudo lhe é nada, e o próprio pegureiro


Que passa, finda a tarde,


Sob a árvore onde jaz quem foi a sombra


Imperfeita de um deus,



Não sabe que os seus passos vão cobrindo


O que podia ser,


Se a vida fosse sempre a vida, a glória


De uma beleza eterna.




01/06/1916

Ricardo Reis in Odes de Ricardo Reis


No poetmi desde

Avatar do autor do poema

Ricardo Reis

Ricardo Reis, um dos diversos heterônimos do escritor português Fernando Pessoa. Segundo seu criador, ele nasceu em 1887, em Portugal, mas se exilou no Brasil a partir de 1919. Monarquista, epicurista, partidário do estoicismo e do paganismo, sua poesia possui traços neoclássicos e tem como principal temática a efemeridade da vida.