imagem alusiva a Enquanto eu vir o sol luzir nas folhas

Enquanto eu vir o sol luzir nas folhas

PoetMi.com

Enquanto eu vir o sol luzir nas folhas

Enquanto eu vir o sol luzir nas folhas


E sentir toda a brisa nos cabelos


Não quererei mais nada.


Que me pode o Destino conceder


Melhor que o lapso sensual da vida


Entre ignorâncias destas?


Sábio deveras o que não procura,


Que, procurando, achara o abismo em tudo


E a dúvida em si mesmo.


Pomos a dúvida onde há rosas. Damos


Quase tudo do sentido a entendê-lo


E ignoramos, pensantes.


Estranha a nós a natureza extensa


Campos ondula, flores abre, frutos


Cora, e a morte chega.


Terei razão, se a alguém razão é dada,


Quando me a morte conturbar a mente


E já não veja mais


Que à razão de saber porque vivemos


Nós nem a achamos nem achar se deve,


Impropícia e profunda.


Ricardo Reis in Odes de Ricardo Reis


No poetmi desde

Avatar do autor do poema

Ricardo Reis

Ricardo Reis, um dos diversos heterônimos do escritor português Fernando Pessoa. Segundo seu criador, ele nasceu em 1887, em Portugal, mas se exilou no Brasil a partir de 1919. Monarquista, epicurista, partidário do estoicismo e do paganismo, sua poesia possui traços neoclássicos e tem como principal temática a efemeridade da vida.