imagem alusiva a Enfia, a agulha,

Enfia, a agulha,

PoetMi.com

Enfia, a agulha,

Enfia, a agulha,

E ergue do colo

A costura enrugada.

Escuta: (volto a folha

Com desconsolo).

Não ouviste nada.


Os meus poemas, este

E os outros que tenho –

São só a brincar.

Tu nunca os leste,

E nem mesmo estranho

Que ouças sem pensar.


Mas dá-me um certo agrado

Sentir que tos leio

E que ouves sem saber.

Faz um certo agrado.

Dá-me um certo enleio...

E ler é esquecer.


31/08/1930

Fernando Pessoa in Poesias Inéditas


No poetmi desde

Avatar do autor do poema

Fernando Pessoa

Escritor, Poeta e Filósofo Fernando Pessoa deixou-nos inúmeros poemas e reflexões tanto em seu nome como nos de seu heterônimos.