imagem alusiva a Com que vida encherei os poucos breves

Com que vida encherei os poucos breves

PoetMi.com

Com que vida encherei os poucos breves

Com que vida encherei os poucos breves


Dias que me são dados? Será minha


A minha vida ou dada


A outros ou a sombras?


À sombra de nós mesmos quantos homens


Inconscientes nos sacrificamos,


E um destino cumprimos


Nem nosso nem alheio!


Ó deuses imortais, saiba eu ao menos


Aceitar sem querê-lo, sorridente,


O curso áspero e duro


Da estrada permitida.


Porém nosso destino é o que for nosso,


Que nos deu a sorte, ou, alheio fado,


Anónimo a um anónimo,


Nos arrasta a corrente.


Ricardo Reis in Odes de Ricardo Reis


No poetmi desde

Avatar do autor do poema

Ricardo Reis

Ricardo Reis, um dos diversos heterônimos do escritor português Fernando Pessoa. Segundo seu criador, ele nasceu em 1887, em Portugal, mas se exilou no Brasil a partir de 1919. Monarquista, epicurista, partidário do estoicismo e do paganismo, sua poesia possui traços neoclássicos e tem como principal temática a efemeridade da vida.