imagem alusiva a Chove muito, chove excessivamente...

Chove muito, chove excessivamente...

PoetMi.com

Chove muito, chove excessivamente...

Chove muito, chove excessivamente...

Chove e de vez em quando faz um vento frio...

Estou triste, muito triste, corno se o dia fosse eu.


Num dia no meu futuro em que chova assim também

E eu, à janela de repente me lembre do dia de hoje,

Pensarei eu «ah nesse tempo eu era mais feliz»

Ou pensarei «ah, que tempo triste foi aquele»!

Ah, meu Deus, eu que pensarei deste dia nesse dia

E o que serei, de que forma; o que me será o passado que é hoje só presente?...

O ar está mais desagasalhado, mais frio, mais triste

E há uma grande dúvida de chumbo no meu coração...

Álvaro de Campos in Poesias de Álvaro de Campos


No poetmi desde

Avatar do autor do poema

Álvaro de Campos

O Poeta Álvaro de Campos é um dos mais importantes heterônimos de Fernando Pessoa. Segundo Fernando Pessoa nasceu em Tavira, no extremo sul de Portugal. Estudou Engenharia Naval, na Escócia. No entanto, não exerceu a profissão por não poder suportar viver confinado em escritórios.