imagem alusiva a CANÇÃO ABRUPTA

CANÇÃO ABRUPTA

PoetMi.com

CANÇÃO ABRUPTA

CANÇÃO ABRUPTA


O céu de todos os universos

Cobre em meu ser todo o verão...

Vai p'ra as profundas dos infernos

E deixa em paz meu coração!


Quê? Não me fica se te opões?

Pois leva-o, guarda-o, bem ou mal

Eu tenho muitos corações

É um privilégio intelectual


Madonna que vais comprar couves

Não te esqueças de me esquecer

O teu perfil dá-me trabalho

Quero (...)


Bem sei, o teu perfil persiste

Amo-te e é triste não poder

Deixar de amar-te sem estar triste...

Se és mulher que em verdade existe

Raios te parta! Vai morrer!

Álvaro de Campos in Poesias de Álvaro de Campos


No poetmi desde

Avatar do autor do poema

Álvaro de Campos

O Poeta Álvaro de Campos é um dos mais importantes heterônimos de Fernando Pessoa. Segundo Fernando Pessoa nasceu em Tavira, no extremo sul de Portugal. Estudou Engenharia Naval, na Escócia. No entanto, não exerceu a profissão por não poder suportar viver confinado em escritórios.