imagem alusiva a Cá estamos no píncaro — nós dois

Cá estamos no píncaro — nós dois

PoetMi.com

Cá estamos no píncaro — nós dois

Cá estamos no píncaro — nós dois.

Nós dois e Homero? Não sabemos. Esse está mais abaixo.

Estendemos a mão e cada qual ainda que cego chega a Deus (ele não)

O quê — você não chega? Então você desaparece? — ou não chegou.


Sou míope e português

Se houver troca de louros

(...)


P'ra Apolo falta-me a beleza

Mas também falta só isso.

[...]

[...]


Camarada Will, qualquer de nós

Vale o resto, excepto o outro


Ave, poema mudo de verso (poema diverso)

Verso mudo de frases

Mesmo (ó diabo!) mudo de mim

Não importa. Feliz encontro

Álvaro de Campos in Poesias de Álvaro de Campos


No poetmi desde

Avatar do autor do poema

Álvaro de Campos

O Poeta Álvaro de Campos é um dos mais importantes heterônimos de Fernando Pessoa. Segundo Fernando Pessoa nasceu em Tavira, no extremo sul de Portugal. Estudou Engenharia Naval, na Escócia. No entanto, não exerceu a profissão por não poder suportar viver confinado em escritórios.