imagem alusiva a Barcos pesados vindo para as melancólicas sombras

Barcos pesados vindo para as melancólicas sombras

PoetMi.com

Barcos pesados vindo para as melancólicas sombras

Barcos pesados vindo para as melancólicas sombras

Dos grandes olhos incompletos dos arcos das pontes

Enormes escaladas medievais dos altos muros do castelo

(Luzem como escamas os aços dos elmos e das couraças)

E os escudos deitados [clamam?] como goelas fumegantes dos que assaltam

E o súbito desabrochar aéreo das grandes flores amarelas e violentas das granadas.

(Onde o teu cavalo pôs a pata, Átila, torna a crescer erva

E tudo renasce e a vida da natureza cobre

O que fica das conquistas)

Antenas de ferro — capacetes em bico — de Bismarck

Álvaro de Campos in Poesias de Álvaro de Campos


No poetmi desde

Avatar do autor do poema

Álvaro de Campos

O Poeta Álvaro de Campos é um dos mais importantes heterônimos de Fernando Pessoa. Segundo Fernando Pessoa nasceu em Tavira, no extremo sul de Portugal. Estudou Engenharia Naval, na Escócia. No entanto, não exerceu a profissão por não poder suportar viver confinado em escritórios.