imagem alusiva a Azuis os montes que estão longe param.

Azuis os montes que estão longe param.

PoetMi.com

Azuis os montes que estão longe param.

Azuis os montes que estão longe param.


De eles a mim o vário campo ao vento, à brisa,


Ou verde ou amarelo ou variegado,


Ondula incertamente.


Débil como uma haste de papoila


Me suporta o momento. Nada quero.


Que pesa o escrúpulo do pensamento


Na balança da vida?


Como os campos, e vário, e como eles,


Exterior a mim, me entrego, filho


Ignorado do Caos e da Noite


Às férias em que existo.




31/03/1932

Ricardo Reis in Odes de Ricardo Reis


No poetmi desde

Avatar do autor do poema

Ricardo Reis

Ricardo Reis, um dos diversos heterônimos do escritor português Fernando Pessoa. Segundo seu criador, ele nasceu em 1887, em Portugal, mas se exilou no Brasil a partir de 1919. Monarquista, epicurista, partidário do estoicismo e do paganismo, sua poesia possui traços neoclássicos e tem como principal temática a efemeridade da vida.