imagem alusiva a AH, UM SONETO...

AH, UM SONETO...

PoetMi.com

AH, UM SONETO...

AH, UM SONETO...


Meu coração é um almirante louco

que abandonou a profissão do mar

e que vai relembrando pouco a pouco

em casa a passear, a passear...


No movimento (eu mesmo me desloco

nesta cadeira, só de o imaginar)

o mar abandonado fica em foco

nos músculos cansados de parar.


Há saudades nas pernas e nos braços.

Há saudades no cérebro por fora.

Há grandes raivas feitas de cansaços.


Mas – esta é boa! – era do coração

que eu falava... e onde diabo estou eu agora

com almirante em vez de sensação?...


(publicado na Presença, nº 34, Fevereiro de 1932)

Álvaro de Campos in Poesias de Álvaro de Campos


No poetmi desde

Avatar do autor do poema

Álvaro de Campos

O Poeta Álvaro de Campos é um dos mais importantes heterônimos de Fernando Pessoa. Segundo Fernando Pessoa nasceu em Tavira, no extremo sul de Portugal. Estudou Engenharia Naval, na Escócia. No entanto, não exerceu a profissão por não poder suportar viver confinado em escritórios.