imagem alusiva a Ah, que extraordinário,

Ah, que extraordinário,

PoetMi.com

Ah, que extraordinário,

Ah, que extraordinário,

Nos grandes momentos do sossego da tristeza,

Como quando alguém morre, e estamos em casa dele e todos estão quietos

O rodar de um carro na rua, ou o canto de um galo nos quintais...

Que longe da vida!

É outro mundo.

Viramo-nos para a janela, e o sol brilha lá fora

Vasto sossego plácido da natureza sem interrupções!

Álvaro de Campos in Poesias de Álvaro de Campos


No poetmi desde

Avatar do autor do poema

Álvaro de Campos

O Poeta Álvaro de Campos é um dos mais importantes heterônimos de Fernando Pessoa. Segundo Fernando Pessoa nasceu em Tavira, no extremo sul de Portugal. Estudou Engenharia Naval, na Escócia. No entanto, não exerceu a profissão por não poder suportar viver confinado em escritórios.