imagem alusiva a Ah! minha Dinamene! Assim deixaste

Ah! minha Dinamene! Assim deixaste

PoetMi.com

Ah! minha Dinamene! Assim deixaste

Ah! minha Dinamene! Assim deixaste

Quem não deixara nunca de querer-te!

Ah! Ninfa minha, já não posso ver-te,

Tão asinha esta vida desprezaste!


Como já pera sempre te apartaste

De quem tão longe estava de perder-te?

Puderam estas ondas defender-te

Que não visses quem tanto magoaste?


Nem falar-te somente a dura Morte

Me deixou, que tão cedo o negro manto

Em teus olhos deitado consentiste!


Oh mar! oh céu! oh minha escura sorte!

Que pena sentirei que valha tanto,

Que inda tenha por pouco viver triste?


No poetmi desde 2022-08-03 18:25:00

Avatar do autor do poema

Luís Vaz de Camões

Poeta, Camões deixou-nos belos poemas e reflexões.