imagem alusiva a Abram todas as portas!

Abram todas as portas!

PoetMi.com

Abram todas as portas!

Abram todas as portas!

Partam os vidros das janelas!

Omitam fechos na vida de fechar!

Omitam a vida de fechar da vida de fechar!

Que fechar seja estar aberto sem fechos que lembrem,

Que parar seja o nome alvar de prosseguir,

Que o fim seja sempre uma coisa abstracta e ligada

Fluida a todas as horas de passar por ele!

Eu quero respirar!

Dispam-me o peso do meu corpo!

Troquem a alma por asas abstractas, ligadas a nada!

Nem asas, mas a Asa enorme de Voar!

Nem Voar mas o que fica de veloz quando cessar é voar

E não há corpo que pese na alma de ir!


Seja eu o calor das coisas vivas, a febre

Das seivas, o ritmo das ondas e o (...)

Intervalo em Ser para deixar Ser ser...!


Fronteiras em nada!

Divisões em nada!

Só Eu

Álvaro de Campos in Poesias de Álvaro de Campos


No poetmi desde

Avatar do autor do poema

Álvaro de Campos

O Poeta Álvaro de Campos é um dos mais importantes heterônimos de Fernando Pessoa. Segundo Fernando Pessoa nasceu em Tavira, no extremo sul de Portugal. Estudou Engenharia Naval, na Escócia. No entanto, não exerceu a profissão por não poder suportar viver confinado em escritórios.